Vá procurar sua turma, Adele!

A cantora Adele, de quem já fui uma tremenda fã e agora tenho ânsias ao escutar a voz chorosa, tentou se livrar da saia-justa de ser chamada de “gorda” no Grammy com o infeliz comentário de que representa “grande parte das mulheres e sente orgulho disso”.  Isto não seria um problema se a tal balofinha fosse uma gordinha saudável – o que não é o caso. Adele fuma como um caminhoneiro, bebe como a Amy Winehouse e, de quebra, não aceita alimentos naturais em seu camarim.

A lacrimosa bolotinha de topete, acostumada a ser ovacioana por sua performance vocal, tentou se proteger de um comentário mais constatatório do que ofensivo colocando as estatisticamente numerosas mulheres acima do peso como escudo. Calma aí, irmãzinha – a maioria das mulheres com sobrepeso buscam alternativas para diminui-lo, visando melhorar aspectos da saúde, antes de preocupações estéticas;  o que não parece ser o seu caso. (Nem vou mencionar o número “imenso” de mulheres com baixa autoestima que devem se humilhar pedindo quase chorando aos ex-maridos/namorados/peguetes que não as esqueçam em uma canção grudenta…)

Pois é, fofinha. Vá procurar sua turma, mas isso só depois de aprender a lidar com a frustração, com a rejeição, passar no nutricionista, no endocrinologista, no otorrinolaringologista, se registrar nos alcoolicos anônimos, etc…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: